Surfista representa Lauro de Feitas na 1º Etapa do Campeonato Baiano sem apoio do município

 

Está acontecendo na Praia de Iemanjá, em Porto do Sauipe, Entre Rios, a 1º Etapa do Campeonato Baiano de Surf Profissional, com a participação de atletas de diversos municípios do estado. Lauro de Freitas tem um representante, que veio participar com a cara e a coragem, e contando apenas com o apoio de alguns amigos.

Elson Vieira, é mais um atleta de família humilde e que tem o sonho de ser reconhecido nacionalmente pelo seu talento no esporte. “Minha mãe sempre trabalhou em barraca de praia, com 14 anos eu me interessei pelo surf, mas sempre com dificuldade para ter uma prancha nova, bons equipamentos, conseguindo aos poucos e no cenário o surf fui conquistando o meu espaço, evoluído a cada dia, conhecendo pessoas, trazendo pessoas para meu lado a meu favor, que pudessem me ajudar e me dar boas oportunidades, até eu conseguir meu primeiro título estadual em 2017, onde as coisas foram melhorando”, relatou.

E a realidade de dificuldade de Elson é a mesma de muitos atletas, sem apoio do poder público. “Falta apoio financeiro para participar dos eventos que são caros, as viagens são caras, fazer uma boa alimentação na praia é cara, equipamento, inscrição, é toda uma logística, e por isso precisamos de um apoio, de uma marca. São poucos empresários que querem colocar a marca no bico de uma prancha e as que colocam querem pagar uma bagatela, é mais fácil você tirar do próprio bolso, porque se você subir no pódio ele ganha mais que você. Quem é pobre as vezes deixa de realizar um sonho por causa disso”, desabafa.

Em Lauro de Freitas, onde mora, Elson pontua que falta incentivo a modalidade do surf. “A Associação de Surf da Praia de Ipitanga, a ASPI, que tem como presidente Gil Matos, que me apoia e as vezes tira do próprio bolso para me ajudar, pra eu me deslocar para os eventos, ele sempre chega junto comigo. Tem o Clovis que me apoia dando prancha e me motiva eu continuar surfando, o Tico também que me deu essa prancha. Mas no geral precisamos de um apoio da prefeitura que poderia fazer uma seleção dos melhores atletas em cada modalidade, dar uma bolsa, uma passagem, pagar a inscrição de um evento. Falta incentivo, sufista Lauro tem e são bons. O cenário do surf é que está esquecido”, disse.

Link da matéria sobre a 1º Etapa do Campeonato Baiano de Surf:

https://www.portalabrantes.com.br/noticia/25513-Porto-de-Sauipe-sedia-1%C2%BA-Etapa-do--Campeonato-Baiano-de-Surf-Profissional-e-6%C2%BA-Etapa-de-Futevolei

Mais de Esportes