Facebook
  RSS
  Whatsapp

Vereador Dentinho propõe em sessão a retirada do PL sobre proibição das sacolas no comércio de Camaçari para ampliar o debate

Compartilhar

 

Visando ampliar o debate sobre o Projeto de Lei nº 033/2024, de autoria do vereador Dr. Elias Natan (PSDB), aprovado em primeira discussão, na última terça-feira (04/06), na Câmara Municipal de Camaçari, o vereador Dentinho do Sindicato (PT), propôs ao colega de parlamento, a retirada da matéria de pauta. Para o parlamentar de oposição, o assunto é importante, e por envolver vários segmentos, deve ser exaustivamente discutido.

Em entrevista ao Portal, o vereador Dentinho opinou sobre o assunto. “Esse movimento contra a sacola plástica no país, já vem há mais de 30, 40 anos, quando eu cheguei no Polo já existia isso. O que nós precisamos é conscientizar as pessoas que o plástico, como um todo, é reciclável, mas a gente precisa jogar ele no lugar adequado. Porque o que contamina o meio ambiente, é a forma que a gente descarta. Eu como sou da Confederação Nacional do Ramo Químico, eu sou do sindicato, sou funcionário do Polo, é uma pauta que eu defendo, aí eu posso dizer que eu não estou ajudando só os funcionários de Camaçari, porque hoje no setor plástico são gerados cinco mil empregos, inclusive em Vila de Abrantes tem duas fábricas de sacolas plásticas”, ressaltou.

Para o parlamentar, faltou mais informação por parte do autor da matéria. “Eu sei que ele não tem esse conhecimento, ele está pegando informação da mídia. E o que eu propus a ele é fazer uma Audiência Pública, chamar os empregados, os empresários, as entidades que defendem essas classes, para fazer uma discussão de fato, que venha tirar uma conclusão exata para a questão da sacola plástica na nossa cidade e no nosso país. Porque se não, em Camaçari, vai desencadear o fechamento de fábricas, e principalmente muitas demissões por ter esse movimento, que já foi feito por um vareador de Salvador, e que infelizmente o nosso colega Elias Natan copiou o projeto, onde já tem uma ação do ex-prefeito João Henrique, tentando derrubar esse projeto que afeta os mercados pequenos. Nós sabemos que você vai em um mercadinho comprar um tomate ou uma cebola, não vai levar a sacola de casa. Vai ter que ter lá. E quando a gente chega lá, e não tem onde levar o produto, deixamos de ir no mercado. Então, já vai afetar o comerciante, automaticamente ele vai diminuir a produção e consequentemente a mão-de- obra”, concluiu.

O autor da matéria concordou em tirar o PL de pauta e ampliar o debate sobre o tema, com data ainda a ser divulgada.

Link de matéria relacionada:

https://www.portalabrantes.com.br/noticia/39178-aepc-emite-nota-oficial-sobre-materia-apreciada-na-camara-de-camacari-e-autor-esclarece-o-objetivo-do-projeto-de-lei

Mais de Camaçari