Facebook
  RSS
  Whatsapp

Indivíduo suspeito de envolvimento em assalto de um comerciante em Jauá é preso de posse do celular da vítima

Compartilhar

 

No último dia 24 de maio, dois indivíduos armados abordaram um comerciante em Jauá, costa de Camaçari, e levaram da vítima uma caminhonete Hilux prata, um celular, um notebook e uma mochila onde estava o valor de R$ 20 mil. Na última terça-feira (04/05), um suposto envolvido no crime foi capturado em Salvador, por uma equipe da 26º Delegacia Territorial (DT) de Vila de Abrantes.

O Portal conversou com o agente do SI, Cerqueira, para saber como foi realizada a investigação, até a prisão do acusado. “Por volta das 16h, dois indivíduos abordaram um comerciante em uma rua sem saída, próximo ao campo, e de imediato fomos acionados, só que eles colocaram um bloqueador de sinal, porque o carro tinha rastreador. Quando chegou em um determinado lugar nós perdemos o sinal. Por volta das 01h30 deu sinal já perto de Feira de Santana, nos deslocamos para lá e chegando próximo ao local o veículo não se encontrava mais. Retornamos para Salvador, a vítima deixou o celular ativo e mostrou a localização, estava na Rua das Bananeiras, no bairro de Coutos”, relatou o agente.

Com a informação em mãos, o SI iniciou uma investigação, e por volta das 16h de ontem, o aparelho foi apreendido em uma residência. “O meliante estava com o material na mão, foi conduzido para a delegacia, apresentado a titular na 26º, e o mesmo se encontra preso à disposição da justiça. Vai ter uma audiência de custódia e o juiz vai decidir se ele será liberado ou não”, pontuou Zé Cerqueira.

Em depoimento, o suspeito disse que o celular, que foi cadastrado em uma operadora em nome de sua companheira um dia após o assalto, foi comprado por ele através de um aplicativo de vendas. Ele teria pago o valor de R$ 2.400,00 pelo Iphone modelo 12 Pró, de cor prata, dando de presente a mulher.

De posse do notebook da vítima, os assaltantes ainda conseguiram realizar quatro transferências via PIX, no valor de aproximadamente R$ 10 mil. “Conseguimos identificar para onde os valores foram enviados, e vamos continuar a investigação para chegar aos outros envolvidos. Não vamos descansar. Temos a informação de que um outro carro acompanhou o veículo levado, de placa clonada, pois a vítima dona da placa está recebendo várias multas. Mas, não podemos passar outras informações para não atrapalhar as investigações”, salientou o agente.

Ainda de acordo com o investigador, a maioria dos assaltos que acontecem em Vila de Abrantes, é realizado por indivíduos de municípios da Região Metropolitana. “Os que são daqui nós batemos na porta e trazemos para a delegacia. Mas, os que são de fora é preciso ter uma investigação, fazer o acompanhamento, antes da prisão. Quando dá tempo conseguimos pegar, no caso de veículo com rastreamento ou a localização do celular”, concluiu.

Mais de Camaçari