Seminário debate segurança viária de Camaçari na Câmara Municipal

 

A Segurança Viária de Camaçari foi tema do II Seminário sobre o trânsito, realizado pela Prefeitura Municipal, por meio da Superintendência de Trânsito e Transporte (STT), na manhã desta quarta-feira (25/05), na Câmara de Vereadores. O evento, que contou com a participação de representantes da sociedade civil e Polícia Rodoviária Federal (PRF), faz parte das atividades do movimento internacional “Maio Amarelo”, que visa chamar a atenção da população para a imprudência nas estradas e o aumento do número de vítimas de acidentes de trânsito.

Um dos palestrantes foi o diretor superintendente da STT, Alberto Castro, que destacou que não se faz ordenamento do trânsito sem união, orientação e fiscalização. “Em um trabalho conjunto com a Polícia Rodoviária Federal e a nossa Superintendência, no mês de maio quis levar a comunidade uma ratificação dos ensinamentos do nosso trânsito. Mas não cuidamos do trânsito só no mês de maio, cuidamos os 365 dias do ano”, exaltou.

O especialista em trânsito, o tenente coronel Genésio Luide Souza, destacou o importante trabalho da PFR ao “policiar os 75 mil quilômetros de rodovias brasileira”, além de destacar que há todo momento morrem pessoas vítimas de acidente de trânsito. “A cada 15 minutos uma pessoa morre no trânsito brasileiro, durante essa palestra infelizmente quantas pessoas perderão suas vidas? Estamos saindo de um momento de pandemia onde todas as pessoas ficaram alarmadas com a vitimização das pessoas pela Covid, mas as mortes no trânsito não são muito diferentes não. Precisamos sim ficar atentos e o Maio Amarelo vem com esse chamado”, disse.

Ainda durante a palestra, o tenente coronel Genésio trouxe um perfil das pessoas que morrem vítimas do trânsito. “Eu busquei em 25 anos de estudos, dados reais baseados no seguro DPVAT, onde mostram que 59% das vítimas sãos os condutores, e a maioria são jovens” entre 25 a 34 anos. Os números mostram também que 49% das vítimas são pedestres e passageiros, 77% são do sexo masculino e 33% feminino.

O tema “Trânsito Compartilhado” foi trazido pela chefe do Serviço de Operações da PRF, Janaina Cavalcante. “Muito se perguntou o que a PRF estava fazendo no município durante desde a semana passada. Estávamos fazendo nivelamento teórico, trocando conhecimentos com a STT, em uma ação integrada e de suma importância, com o objetivo de cumprir nossa missão institucional de promover a paz no trânsito e a segurança viária”.  

O poder legislativo municipal foi representado pelo vereador Gilvan Souza (PMDB), que em sua fala exaltou o trabalho realizado pela STT. “Essa atividade aqui hoje transversaliza a política de segurança no trânsito, principalmente porque trabalha a consciência da sociedade. Eu não tenho ideia de estatística, de quanto isso é numerado e monitorado, mas eu tenho quase que certeza que todas as ocorrências elas se resumem no comportamento humano, não só pela situação das vias, mas o excesso de velocidade, o uso de bebida alcóolica e temos ainda uma sociedade pouco comprometida com tudo aquilo que é dever”.

Mais de Trânsito