Igreja Católica encerra festividades ao padroeiro São Thomaz de Cantuária com Missa Campal

 

Após uma carreta que saiu da Paróquia Santa Luzia no bairro da Gleba C, rumo a Catedral na Praça Desembargador Montenegro, no centro de Camaçari, as festividades em homenagem ao Padroeiro do município São Thomaz de Cantuária foram encerradas com uma Missa Campal. Religiosos, fieis e autoridades políticas participaram do momento de fé e oração.

A missa foi presidida pelo administrador apostólico Dom Carlos Petrini, que falou sobre os desafios enfrentados nos últimos tempos em especial pela Bahia. “Chagamos aqui no começo desse ano com toda a cidade representada, depois de um ano duro, mas estamos todos aqui para buscar força, energia, criatividade, inspiração na palavra de Deus, na sua potência divina, que venceu o mal e a morte, e que se doa a nós, pedindo auxilio aqueles que em sua vida terrena os ajudou, em especial São Thomaz de Cantuária. De um lado estamos olhando para traz e recolhendo nesse momento sintético tantos desastres naturais como do extremo sul do estado com a chuva, empresas fechando e empregos perdidos, saúde prejudicada e vidas perdidas por conta da pandemia e ao mesmo tempo estou com o coração escancarado de esperança, aberto para a reconstrução”, ressaltou.

Párocos de outras igrejas também participaram da celebração que começou no final da tarde e entrou pela noite. Músicas e orações marcaram a missa que foi encerrada com a Santa Benção Divina dada por Dom Carlos Petrini, que fez um pedido especial aos políticos. “Pedimos bênçãos para toda a população de Camaçari, para os sofredores do extremo sul do estado e também para todas as autoridades de nossa cidade e do país, para que Deus ilumine, oriente, conforte, console, dando um suplemento de inteligência e afetividade para que cada um, na sua responsabilidade, possa tomar as decisões mais acertadas para o verdadeiro bem. E que a batalha das eleições que estão por vim sejam vividas com dignidade, animo e respeito de uns aos outros, para que possamos documentar para as novas futuras gerações a grandeza de um país civilizado e capaz de viver na paz, mesmo em momentos de divergência e conflitos”.

Fogos encerraram a festa católica em homenagem a São Thomaz de Cantuária.

Mais de Religião