Facebook
  RSS
  Whatsapp

Grupo Boi Bonito de Abrantes realiza manifestação durante inauguração do CEVA

Compartilhar

 

Alguns grupos culturais e de modalidades esportivas, se apresentaram na inauguração do novo Colégio Estadual de Vila de Abrantes (CEVA), realizada na última quinta-feira (04/07). O Boi Bonito de Abrantes, fundado pelo saudoso Mestre Sardinha, protestou por não participar da solenidade organizada pelo Governo da Bahia.

De acordo com integrantes do grupo, dentro da escola tem uma imagem em homenagem a Mestre Sardinha, o palco da Praça Nery Nunes em Abrantes também leva seu nome, e por questões partidárias, o Boi Bonito de Abrantes não foi convidado a participar do evento. Com cartazes nas mãos eles protestaram na porta do CEVA.

O filho de Mestre Sardinha, Welhithon Palma, desabafou sobre o ocorrido. “Até às 15h corri atrás para participarmos da festa, pelo legado de 50 anos que meu pai deixou aí para a gente seguir em frente. Como todos perceberam tem uma foto dele no mural da escola, mas não fomos convidados para participar. Por isso, fizemos um protesto pacifico, respeitado a todos, assim como a gente queria que respeitassem a memória de meu pai”, disse.

Welhithon Sardinha lembrou na oportunidade, que o grupo fez uma apresentação na Vila da Cultura, no Camaforró 2024, e que eles não levantam bandeira partidária. “Nós somos cultura, somos Vila de Abrantes, e hoje o que estão fazendo é ligar a nossa imagem a bandeira política”, enfatizou.

O Portal buscou informações sobre o ocorrido com o diretor do CEVA, José Adriano, que pontuou que o evento foi organizado pelo cerimonial do governo do estado, e que ele não tinha controle sobre os grupos que se apresentaram.

Mais de Camaçari