Facebook
  RSS
  Whatsapp

Vila de Abrantes ganha loja colaborativa, a Rosa Menina

Compartilhar

 

Um sonho antigo que se tornou realidade neste sábado (11/05). O Portal acompanhou a inauguração da loja colaborativa Rosa Menina, localizada no Centro Comercial Abrantes, que tem a frente a empresária, Rosa Vidal.

Moradora de Camaçari há 33 anos, Rosa conta que sempre sonhou em profissionalizar mulheres, e que assim surgiu a Rosa Menina. “Empreender é difícil hoje em nosso país, precisa ter créditos, dentre outras coisas. Então, eu disse ‘é meu sonho, eu não vou desistir’. Meu propósito sempre foi o amor, a fé e a resistência. Hoje, através dessas três forças e fontes de energia, eu consegui montar o meu projeto. Essa loja vai profissionalizar mulheres através da Associação Tivemos Que Aprender a Ser Feliz”.

E o nome escolhido para a Associação tem um motivo especial. “Ele veio realmente das dificuldades, de que forma eu posso melhorar, de que forma eu posso crescer, de que forma eu posso vencer. Então, isso é aprender a ser feliz, de que forma eu posso realizar meus sonhos. Veio a pandemia, e como eu sou uma pessoa sempre positiva, eu comecei a ir para o YouTube e aprendi a fazer bolsas e acessórios, através da fé do meu amor e de amizade, já consegui mandar peças para os Estados Unidos. Daí me surgiu uma oportunidade financeira, que era preciso ter também para montar essa loja nesse empreendimento”.

O sonho saiu do papel e agora a ideia é empoderar mulheres. “Através das minhas dificuldades eu quero mostrar para essas mulheres que queiram crescer, que sejam guerreiras, que venham para a nossa associação. Aqui nós vamos dar aulas e comprar a produção delas. Não adianta dar a vara para pescar e depois a pessoa só usar para si, para comer. Ela precisa crescer, ela precisa ter um ponto de partida, ela precisa ir para o mundo. E a mulher tem condições disso”.

Rosa buscou aliar na loja o comércio, o social e a solidariedade, já que doa laces e perucas para pessoas em tratamento contra o câncer. “A gente não pode pensar só em ganhar dinheiro, só em querer as coisas. Eu digo que sou uma pessoa da confiança de Deus e sem ele eu não seria nada. Foi com a fé nele, ajoelhando todos os dias e dizendo 'meu Deus a vitória dessa loja não vai ser minha, essa vitória é sua', e ele pensa no coletivo, não só em mim. Eu simplesmente fui escolhida por ele para que eu pudesse dar seguimento esse trabalho, é nisso que eu acredito”, destacou.

No local uma diversidade de produtos é comercializado, como roupas, laces, rendas, cabelos. Mas a escolha com o que trabalhar Rosa conta que foi assistindo uma matéria na televisão. “Um dia eu estou assistindo televisão e eu vi uns processos no STF Brasília amarrados com cordão e falei ‘que coisa feia. Um desembargador, um ministro prendendo os documentos com cordão. Então eu criei uns elásticos personalizados com o nome STF. Quem lançou o Brasil todo fui eu. Aí fui tomar curso de serigrafia, fui ver como era que eu podia personalizar no elástico, uma sigla e com isso eu fui me aprimorando. Cresceu tanto que hoje temos fábrica, temos a máquina aí na Cascalheira e já fabricamos o nosso próprio elástico. Mas com a informatização e diminuição na impressão de processos, comecei a vender para empresas privadas, pra armarinhos e pra confecções que fazem cintos”.

A Rosa Menina conta com o apoio de familiares e amigos de Rosa Vidal. “Eu tenho um amigo que está vindo de São Paulo para prestigiar, vem dos Estados Unidos e amigos principalmente do município. Quero agradecer a Cupertino, Dilson Magalhães, Antônio Perito que são grandes incentivadores, pessoas que são meus amigos há muitos anos, que estão convidados, inclusive, para ver esse sonho realizado hoje”.

Uma dessas pessoas que apostaram no sonho de Rosa foi Helly Verruno, que mora na California há 10 anos e veio prestigiar a inauguração. “Conheço a fundação e desde o primeiro dia senti o carinho, o amor, a harmonia familiar, e o profissionalismo que ela [Rosa] quer trazer para as mulheres regionais, além do empreendedorismo feminino. Uma mulher que admiro muito, porque ela valoriza as mulheres. Um exemplo de pessoa que nunca usou a cor, a história, que usa o poder feminino e quero andar de mãos dadas com ela para profissionalizar mulheres, para que elas deixem de ser plateia e sejam palco”, exaltou a amiga que pretende levar a marca para fora do Brasil.

A loja Rosa Menina fica localizada na Avenida Tiradentes, sem n/, em frente a 26º Delegacia Territorial (DT) de Vila de Abrantes. Para mais informações o perfil no Instagram é @rosamenina.

Mais de Camaçari