Facebook
  RSS
  Whatsapp

Comunidade do Caminho do Mar recebe projeto Igualdade em Movimento

Compartilhar

 

A Prefeitura de Camaçari, por meio da Secretaria do Desenvolvimento Social e Cidadania (Sedes), promoveu o projeto Igualdade em Movimento no Residencial Caminho do Mar II, localizado na Estrada da Cetrel (BA-530), em Barra do Jacuípe. A iniciativa aconteceu nesta sexta-feira (10/5).

Na oportunidade, foram ofertados diversos serviços da Sedes, a exemplo dos atendimentos com as equipes do Centro de Assistência Judiciária e Cidadania (Cajuc), Cadastro Único, encaminhamento para RG Social, além da entrega do vale social para os beneficiários da localidade. A ação foi realizada em parceria com a Secretaria da Saúde (Sesau) que, na ocasião, levou os seguintes serviços: aferição de pressão arterial, saúde bucal, orientação sobre hanseníase, tuberculose, câncer de mama e de colo uterino, e palestras sobre Doença Falciforme e Transtorno do Espectro Autista (TEA).

A titular da Sedes, Reni Oliveira, marcou presença na atividade. “Esse projeto é muito importante para a população, não só pela acessibilidade aos serviços, como também pela propagação do discurso contra a discriminação e contra o racismo que ainda é muito necessário”, afirmou.

O coordenador de Igualdade de Direitos e Combate a Discriminação, José Anísio, falou sobre a finalidade da atividade. “Nosso objetivo com o Igualdade em Movimento, é levar através das ações, a mensagem sobre a igualdade racial, falando sobre a importância e necessidade de se combater o racismo todos os dias e trazer essa variedade de serviços para o público que trabalhamos”, falou.

Dona de casa, Maria José Pereira, 38 anos, participou e parabenizou a ação. “Eu soube por um vizinho do evento, vim em cima da hora e valeu a pena, solicitei o RG para mim e para meu filho, assisti a palestra sobre a doença falciforme e peguei informações sobre outras coisas. Muito boa essa ação, nossa comunidade precisa”, falou.

A também dona de casa, Celina Oliveira, 39 anos, disse que achou a ação muito necessária. “Além dos serviços que foram trazidos para a comunidade, que são muito importantes, as palestras também trouxeram informações que não só eu, como muitas pessoas não sabiam, sobre a tuberculose, sobre a doença falciforme, foi tudo muito esclarecedor”, concluiu.

Agêcia Camaçari

Mais de Camaçari