Facebook
  RSS
  Whatsapp

Delegada Christiane Inocência Coelho diz em coletiva que motivação da chacina em Mata de São João foi por ciúmes

Compartilhar

 

Durante coletiva de imprensa, realizada pela Policia Civil da Bahia, na manhã desta terça-feira (29/08), foi divulgado que ciúmes seria a motivação da chacina de nove pessoas em Mata de São João, na última segunda-feira (28). Um dos criminosos teria tido um relacionamento com uma das vítimas.

Responsável pelo Departamento de Polícia Metropolitana, a delegada Christiane Inocência Coelho, disse que apesar dos elementos fazerem parte de uma facção criminosa da região, a motivação da chacina foi passional. Um homem identificado como Preá era o principal alvo dos criminosos, por ser ex-namorado de uma mulher que atualmente se relacionava com o mandante do crime.

Entre as vítimas, está uma senhora chamada Cristiane, ex-sogra de Preá e mãe da mulher que namora o mandante da chacina. Junto com os comparsas, ele foi até a casa matar o seu desafeto, mas acabou executando sete pessoas e queimando o imóvel.

Apenas a vida de um bebê foi preservada e ele foi resgatado pelo pai em meio à casa em chamas. Um adolescente de 12 anos conseguiu fugir, pedindo ajuda as vizinhas, que por terem aberto a porta, também foram mortas a tiros. O garoto, com mais de 50% do corpo queimado, está internado no Hospital Geral do Estado (HGC).

Polícia encontra envolvidos na chacina

Na madrugada desta terça-feira (29), três envolvidos na chacina foram encontrados por policiais civis em uma região de mata. Dois deles foram mortos em confronto e um foi preso, junto com armas e drogas. O quarto envolvido ainda está sendo procurado.

A criança que sobreviveu já tinha sido ouvida pela polícia e confirmou que a motivação seria ciúmes. O homem que foi preso assumiu envolvimento no crime.

Mais de Mata de São João