Moradores do Las Palmas em Abrantes bloqueiam Estrada do Coco em manifestação contra a cobrança de pedágio

 

Após reunião realizada na última terça-feira (14/05), entre os moradores do Loteamento Las Palmas, que fica na Malícia, em Vila de Abrantes, ficou agendado um ato em protesto contra o fechamento de uma via alternativa a praça de pedágio da Estrada do Coco, para manhã deste sábado (14/05), e assim aconteceu. Os manifestantes bloquearam uma das vias com o objetivo de chamar a atenção da Concessionária Litoral Norte (CLN), Prefeitura de Camaçari, Câmara de Vereadores e governo do estado.

Os moradores pontuaram que tiveram uma reunião com a CLN que pediu um prazo para dar um retorno sobre as solicitações da comunidade, que vão além da isenção do pedágio. “Enquanto isso não acontece está ‘sangrando em nossos bolsos’. Temos diversos moradores que não são cadastrados para ter a isenção, mas nosso objetivo não é cadastrar placa apenas, a gente precisa de uma via de acesso para o Loteamento Las Palmas, porque não é justo um morador sair de casa para comprar um pão e na volta pagar pedágio, nosso filho passar mal, levarmos no médico e quando retornarmos pagar pedágio, ir em uma farmácia e na volta pagar pedágio”, relatou o sindico do Condomínio Vila de França, Bruno Santos.

Questionado pelo Portal sobre a ausência de representantes da Associação de Moradores do Loteamento Las Palmas no protesto, o síndico afirmou que a entidade não defende os interesses da comunidade. “Soubemos da CLN que eles informaram com antecedência a direção da entidade sobre a colocação dos cabos de aço, mas ele não comunicaram nada a ninguém. Então se existe essa associação a gente não tem contato com ela”, disse.

O senhor Rui Lacerda, também morador da Las Palmas, pontuou outras demandas da comunidade. “Vivemos um transtorno diário horrível, de ter que além de pagar o pedágio ainda pegar longas filas nos dois sentidos, o retorno é a um quilômetro de distância. Não estamos aqui só pela isenção, nós enfrentamos outras dificuldades. Imagine, nossos amigos, parentes, para terem acesso a minha casa eles precisam pagar, isso é um absurdo, vou mais além, carros de aplicativo quando solicitamos cancelam a viagem, é um transtorno muito grande”.

Com cartazes nas mãos, os moradores exigiram uma decisão urgente da empresa e do poder público. “O fechamento do acesso prejudica o comércio da região, fora os finais de semana que pagamos mais caro ainda, ou seja, não temos o direito de ir e vir. Nossa manifestação é para mostrar que não aceitamos esse tipo de atitude, não aceitamos a CLN praticar esse tipo de absurdo com a gente. Nos pediram um prazo para tomar uma atitude, mas não podemos esperar mais, já estamos com a paciência esgotada”, ressaltou Bruno Jende.

Mesmo a manifestação acontecendo de forma pacífica, agentes da 59º Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM), acompanharam o ato com o objetivo de manter a ordem e organizar o trânsito. “Conversamos com eles para pelo menos uma via ficar livre, porque pode ter pessoas nesse engarrafamento passando mal, pode ter gente com outros problemas, com viagem marcada, temos que ser responsáveis. É importante conversar e trabalhar em parceria com a sociedade”, explicou o Tenente Prata.

Linka da primeira matéria sobre o assunto:

https://www.portalabrantes.com.br/municipio/28480-moradores-da-las-palmas-reivindicam-abertura-de-via-bloqueada-pela-cln

 

Mais de Trânsito