Feira promovida pelo Governo da Bahia escoa produtos de Camaçari e cidades da RMS

 

O Governo da Bahia, através da Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre), está promovendo todas as sextas-feiras, no Shopping Estrada do Coco, em Lauro de Freitas, a Feira de Economia Solidária. A iniciativa coordenada pelo Centro Público de Economia Solidária (CESOL), tem como objetivo escoar a produção de agricultores de Camaçari, Mata de são João, São Sebastião, Candeias e Dias d’Ávila.

Em Lauro de Freitas a feira [que acontece em várias localidades], iniciou em outubro de 2021, em meio a pandemia. “Ao invés de ficarem parados durante a pandemia, esses empreendedores puderam contar com esse braço do governo do estado”, pontuou a técnica sócio produtiva do CESOL, Rosa Maria Bispo.

Através da parceira com o Shopping, são montadas barracas para a oferta de diversos produtos da agricultura familiar, sem agrotóxicos, orgânicos, além de quitutes, beiju, artesanato, quadros, bijuterias, dentre outros. A maioria dos produtores de Camaçari são da Cordoaria, na zona rural e de Cancelas, em Monte Gordo.

Nesse sábado (07), em especial, a Feira vai estar na Praça das Amendoeiras, em Arembepe, por meio de uma parceria com a Feira Agroecológica. Dia 17 de maio, das 8h às 16h30, vai acontecer uma plenária de aplausos da economia solidária e consolidação da feira, no Sindicato dos Metalúrgicos.

Informações SETRE: O investimento do Governo do Estado na realização de 100 edições da Feira de Economia Solidária da Bahia é de R$ 2 milhões para ampliar o faturamento dos grupos socioprodutivos apoiados pelos 15 Cesols distribuídos nos territórios de identidade da Bahia.

Mais de Economia