Na Bahia quase 1 milhão de famílias são chefiadas por mulheres

 

São exatamente 960.763 famílias na Bahia chamadas de monoparentalidade feminina, em outras palavras, chefiadas por mulheres que criam os filhos sozinhas. Essa informação é da 3º edição da publicação Recortes Sociais, da Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI) e da Secretaria de Políticas para as Mulheres da Bahia (SPM), apresentada através de uma live no Youtube, lançada na tarde da última terça-feira (25/01). 

De acordo com a publicação, 73,4% dessas famílias vive em áreas urbanas e 89,4%  se autodeclararam negras. Se concentra em Salvador e em municípios da Região Metropolitana, como Camaçari, 20,2% dessas mulheres.

O estudo mostra ainda informações como a idade dessas chefes de família, onde 75,1% das mulheres têm entre 25 e 49 anos, 55,3% cursaram até o ensino fundamental completo e 74,5% vivem em situação de extrema pobreza, com uma renda que não passa de R$ 89,00.  A maioria (69,6%) declara trabalhar fora dos lares ou por conta própria.

 

Fonte: Diário da Notícia

Mais de Mulher