Creche Comunitária Esperança da Estiva vence os desafios impostos pela pandemia com o apoio de muitos parceiros

 

A Creche Comunitária Esperança de Estiva já existe há quase duas décadas e nos dois últimos anos a entidade tem passado por grandes desafios por conta da pandemia da Covid-19. Governo municipal, empresas privadas, pessoas físicas e o comércio local ajudaram a manter vivo o propósito da instituição de ajudar 120 crianças moradoras de Estiva de Buris, em Vila de Abrantes, costa de Camaçari.

No dia 17 de março 2020 a creche precisou suspender as atividades presenciais. No primeiro momento a gestora Eliete Faustina acreditou que seria por poucos dias, mas não foi o que aconteceu. “Solicitei a professora que passasse exercícios apenas para 15 dias, mas a pandemia já dura quase dois anos. Fechamos em um dia e no outro recebemos uma mensagem de uma mãe dizendo que o filho dela tomava café na creche, almoçava na creche, a última alimentação do dia dele era na creche, mas estava fechada. Eu e a pró Ineida demos apoio a essa mãe, fizemos uma cesta básica e pagamos um mês de padaria”, relatou.

E foi por causa de atitudes solidárias como essa, que a Creche sobreviveu a pandemia ajudando as crianças atendidas na entidade e também famílias da comunidade. A empresa Braskem foi uma delas, ao doar na oportunidade 150 cestas básicas, onde 120 foram distribuídas para os beneficiários e 30 para pessoas carentes.

A Creche, que é mantida pela Prefeitura de Camaçari e pela Conexão Vida, que é a representante no Brasil do Agata Smeralda da Itália, contou com a ajuda de muitos parceiros durante a pandemia. “A Concessionária Litoral Norte (CLN) nos doou cestas, a Aldeias SOS deu cartões, cestas e materiais de limpeza, a Madeireira Vitória também ajudou, o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) da capital, Dinda Bolos, Academia Flex de Lauro de Freitas, uma enfermeira do Hospital Aliança, o senhor Tiago que tem um mercadinho em um condomínio da Estrada do Coco e amigos da Maçonaria. O Shopping Boulevard Camaçari no Natal trouxe além da presença do Papai Noel, presentes para todas as crianças, são tantas pessoas que eu só tenho a agradecer porque sozinha eu não conseguiria”, destacou Eliete.

Em agosto de 2021 a Secretaria de Educação (Seduc) de Camaçari retornou com as aulas de forma semipresencial. Para esse ano já foram realizadas a rematrículas e as 20 vagas que surgiram já foram ocupadas. “Ofertamos aulas de Português, Matemática, capoeira e dança para crianças de dois a cinco anos de famílias carentes da comunidade e não podemos parar com as nossas atividades. Em março de 2020 perdemos uma criança para criminalidade e não queremos mais perder ninguém porque nosso coração fica apertadinho e machucado”, contou Eliete.

Para ajudar na renda da Creche são ofertados serviços como encomendas de doces, costura e bordados. “A empresa CM Venturoli nos deu um apoio importante quando nos contratou para fazer suas fardas. Tem um hotel também que fizemos os lençois, e assim conseguimos pagar nossas contas”, pontuou a gestora.

Quem desejar ser um parceiro da entidade pode também adotar uma criança e no final do ano fazer  a doação de uma cesta básica, roupa, sapato e brinquedo. Para mais informações sobre a Creche é só entrar no site: https://acebaassociacaocomunitariaestiva.negocio.site/

   

   

Mais de Noticias