Casal de baianos muda da vida urbana para um sitio e passam a criar abelhas

 

Da vida urbana trabalhando com eletrônicos, para a tranquilidade de um sitio em meio a muito verde. Seu Edielson Pereira e dona Eugênia Mendes trocaram os prédios pela natureza, e hoje criam abelhas em Mata de São João.

E tudo começou após ver uma abelhada polinizando flores de um pé de coco anão. “Isso nos encantou. Procuramos saber que abelha era, hoje eu sei que era uma arapuá, uma abelha sem ferrão. Aí compramos uma caixa, roupas adequadas, e de repente já estávamos com oito enxames na cidade. Então decidimos ir embora para crescer a produção e compramos um sitio”.

Os enxames foram aumentando, o casal resolveu se qualificar e profissionalizar o negócio. Hoje eles fabricam além de mel, pólen, própoles, xaropes e até sabão. “Vivemos de abelhas. Tomamos cursos através da universidade de Cruz das Almas, a URB, participamos de congressos, cursos e encontros nacionais”, destaca dona Eugênia.   

As espécies criadas no sitio do casal são abelhas nativas, sem ferrão, e as africanizadas, para a fabricação de própoles vermelho e marrom, que é da mata silvestre. “É um trabalho sustentável, é agricultura familiar porque pode trabalhar a mulher, o esposo e os filhos. Podemos derrubar uma árvore já morta e fazer uma caixa, ou de eucalipto, usando o meio ambiente. Toda pessoa que cria abelha planta também, e da natureza ele vai tirar o alimento dele”, explica dona Eugênia.

Quando compraram o sitio em 2009 o terreno era todo de areia, mas agora o local está completamente reflorestado. “Não importa a terra que se esteja morando, o importante é sentir amor por ela, plantar e cuidar que ela refloresta de novo”, disse seu Edielson. “Ela retribui tudo que você fez e te dar de volta”, completa dona Eugênia.

E para quem se interessou pela criação de abelha, quer iniciar na apicultura e precisa de orientação profissional é só entrar em contato com seu Edielson Pereira e dona Eugênia Mendes através do telefone (71) 996086215, ou pelo e-mail pontodomel2016@hotmail.com.

   

  

Mais de Meio Ambiente