Uma tonelada de lixo é coletada em Arembepe que participou do Dia Mundial de Limpeza

 

Realizado em 180 países no dia 18 de setembro, o Dia Mundial da Limpeza é um movimento social de preservação do meio ambiente. E Camaçari participou do ato, através de uma ação de limpeza realizada na praia de Arembepe, na manhã deste sábado (18/09), que contou com a participação de nativos, turistas, sociedade civil, servidores públicos, secretários municipais, além de vereadores.

Um dos organizadores do mutirão, o ambientalista Rivelino Martins, contou que desde 2017 a localidade passou a integrar o projeto Limpa Brasil, realizando a limpeza dos bens naturais da orla. “É a comunidade mais consciente em relação a questão preservacionista do litoral norte baiano. Desde 97 que venho nessa luta preservacionista, desde 2000 que realizo mutirões de limpeza, é um resgate o que estamos fazendo em nossa comunidade, estamos fazendo história nesse lugar”, exaltou.

A gestora da pasta do Desenvolvimento Urbano (Sedur), Andréa Montenegro, marcou presença e pontuou que a causa ambiental deve ser feita a várias mãos. ”Nós temos essa missão de preservar o meio ambiente, de levar revitalizações para essas áreas, e também fiscalização. Um exemplo foi a revitalização do Parque do Cacimbão, primeiro marco civilizatório de Arembepe, uma iniciativa da comunidade junto com o privado e o público. E esse evento deve se estender durante todo o ano”. 

O secretário de Esporte e Juventude (Sejuv), Jorge Curvelo, parabenizou os organizadores e aproveitou para salientar que as atividades esportivas na cidade serão retomadas.  “Estamos aqui para contribuir com o evento e ver também onde a pasta pode atuar na orla trazendo o esporte, o lazer para a comunidade da costa de Camaçari. Vamos a partir de agora fazer um extensivo trabalho que estava um pouco adormecido por conta da pandemia e a gente trabalha com aglomeração”, disse.

Ativista das causas ambientais e dos movimentos culturais da localidade, a ex-secretária de Cultura de Camaçari, Branca Patrícia, falou da importância da conscientização ambiental. “Arembepe em si tem esse sentimento, entende que precisa fazer algo para si, para o mundo e para todos. E esse Dia Mundial de Limpeza faz despertar consciência de todos nós, que precisamos cuidar de onde vivemos, do meio ambiente, para que assim a gente consiga viver em uma sociedade mais justa, mais igual, um mundo melhor”, destacou.  

Moradora de Arembepe e figura marcante nos movimentos políticos, sociais e ambientais de Camaçari, Fabiana Franco, ressaltou a importância de iniciativas como a limpeza da praia, serem estendidas para outas localidades de Camaçari, chamando a atenção para os crimes ambientais. "Nos últimos 10, 12 anos, Camaçari vem se tornando uma cidade insustentável, uma cidade quente, uma cidade violenta, com ocupação dos espaços públicos, a cidade está comprimida. A gente está vendo aí que até 2030 o mar vai avançar ainda mais, então a ganância que as pessoas estabeleceram em Camaçari em relação a essa ocupação desordenada precisa parar”.

Os voluntários seguiram equipados com luvas, sacos e peneiras pela praia, indo do Piruí ao Emissário, recolhendo o lixo descartado em local proibido. Muitas crianças participaram da ação que aproximadamente coletou uma tonelada de lixo, sendo que 70% será reciclado.

    

 

 

Mais de Meio Ambiente