Secretária da Setur de Camaçari fala dos próximos projetos da pasta que serão execultados para incentivar o turismo no município

Ascom Câmara

 Ascom Câmara

Foi durante a Audiência Pública para debater a Poligonal do Parque Municipal das Dunas Abrantes e Jauá, que a secretária de Turismo (SETUR) de Camaçari, Cristiane Barcelar, falou ao Portal sobre os próximos projetos da pasta, que serão executados para alavancar o setor na costa do município. A gestora foi uma das palestrantes do evento.

Para a secretária, o Parque não é apenas um equipamento de preservação do meio ambiente e de sustentabilidade, mas sim um destino turístico de Camaçari. “Vai gerar o fomento e acima de tudo movimentar a economia para da nossa cidade, através das possibilidades, do desenvolvimento da região, da geração de emprego e renda. É uma honra participar dessa audiência, pois as Dunas Abrantes e Jauá terão um peso muito importante para a nossa cidade na áreia turística”, exaltou.

Segundo a gestora da pasta, a implantação do Parque é uma semente para o sentimento de pertencimento dos moradores de Camaçari, em relação a importância da preservação dos bens naturais. “Que a gente passe a ter zelo, cuidado, fiscalização. Não permitindo a retirada de areia, a invasão, a ação de ambulantes, é todo mundo junto pelo desenvolvimento de Camaçari. Sonho com uma costa forte, o turismo em nossa cidade nunca foi trabalhado como deveria ser e hoje assume um protagonismo pelo processo de desaceleração de nossa indústria, por causa do fechamento da Ford, pelo potencial turístico enorme que nós temos, pelas belezas naturais, riquezas naturais dadas por Deus, então só precisamos lapidar, trabalhar esses produtos para se tornarem verdadeiros destinos turísticos e uns dos mais potentes desse Brasil”, enfatizou Cristiane.

Ainda de acordo com a secretária, a costa de Camaçari é uma atração turística na Bahia e não um destino turístico do estado. “Esse é meu desafio, trabalhar isso através de uma estrutura de consistência, de promoção, para que os holofotes se voltem para o nosso município, para que ele tenha um lugar merecido nessa atividade que é tão importante dentro do Brasil e do mundo. A casa estava desordenada nessa transversalidade do solo, dos serviços públicos, no desenvolvimento urbano, no ordenamento do trânsito inclusive na mobilidade urbana que é muito complexa. Estamos organizando a casa, mas está tudo engrenado com projetos e estamos captando recursos do governo federal”, anunciou.

Para finalizar a entrevista, o Portal questionou quais comunidades em Camaçari qur estão dentro do planejamento imediato da pasta para receberem benefícios. “Vamos recuperar a Lagoa de Itacimirim, a de Jauá que será em breve inaugurada. Requalificaremos a Aldeia Hippie, a Casa de Farinha na Cordoaria. Além disso todas as entradas das localidades daremos identidade visual, está tudo engatilhado esperando o momento certo para agirmos”.

Mais de Meio Ambiente