Facebook
  RSS
  Whatsapp

Portais de abordagem da Polícia Militar reforçam segurança no Carnaval de Salvador, em 42 pontos nos três circuitos

Compartilhar

 

O Largo do Pelourinho registrou um movimento diferente nesta quarta-feira (7) com a realização de um simulado no Portal de Abordagem que dá acesso ao circuito do Carnaval no Centro Histórico. A ação faz parte de uma operação de segurança que emprega três mil policiais em 42 portais de abordagem espalhados nos três circuitos do Carnaval de Salvador 2024. 

A Secretaria de Segurança Pública (SSP-BA) conta com um investimento de R$ 80,1 milhões e um contingente de mais de 37 mil agentes de segurança pelas ruas de 75 municípios, além da capital baiana. Deste total, mais de 29 mil são policiais militares.

Os portais de abordagem foram instalados de forma simplificada para o período de pré-Carnaval em Salvador, quando festas de largo atraíram um grande público para as ruas. “Por determinação do comando-geral, incrementamos os portais de abordagens no pré-Carnaval, o que não estava previsto, e a corporação se mobilizou de maneira que pudesse dar essa assistência, já com um resultado de mais ou menos 1,5 mil a 1,7 mil objetos indevidos que iriam acessar ao circuito e que foram impedidos por conta desses portais que foram instalados. Para o Carnaval, os portais têm uma estrutura maior, com um efetivo direcionado para a função específica de abordagem”, explica o coronel Lucas, comandante do Policiamento de Apoio Operacional, que tem a missão de, também, comandar os Pontos Sensíveis, a operação Folia em Paz e os portais de abordagem durante a festa. 

A operação teste também contou com o uso de câmeras da Secretaria da Segurança Pública (SSP-BA), que possuem funcionalidades de videomonitoramento, reconhecimento facial e permitem a identificação de foragidos da Justiça.  No Carnaval de 2023, foram capturadas 75 pessoas das 79, em todo o estado, nos seis dias de folia, graças à eficiência e estratégia dos portais de abordagem.

O tenente coronel Matos, coordenador dos Portais de Abordagem, enfatizou que cada equipamento está equipado com duas câmeras para transmissão online das imagens, o que permite o monitoramento pelo Centro Integrado de Comando e Controle, e o deslocamento de policiais até os locais necessários, e para um pronto atendimento às ocorrências. Neste ano, as câmeras ganham mais uma função. “A grande novidade é justamente a contagem eletrônica de acessos. Então, as câmaras têm essa funcionalidade a mais, elas contam quantas pessoas acessam por local e horário, o que nos ajuda muito no redirecionamento do policiamento”, pontuou ele.

Os portais de abordagem atuam, ainda, para garantir que se cumpra a Lei da Pistola. Ou seja, impedem que pessoas que portam os instrumentos adentrem os circuitos com eles.

Durante a simulação, além dos figurantes, cidadãos que circulavam pelo Pelourinho também passaram pela abordagem. O cozinheiro Diego Miranda estava a caminho do trabalho quando conferiu a ação da SSP-BA para o Carnaval: “o importante é que reduz o índice de assalto, de furto, a violência também. A população fica segura”.

 

Lais Nascimento

Mais de Salvador