Vereadores Flávio Matos e Dentinho do Sindicato trocam acusações durante sessão na Câmara de Camaçari

 

De vereador do “gogó” a “almofadinha mentiroso”. Esses foram os termos usados pelos vereadores Flávio Matos (DEM) e Dentinho do Sindicato (PT), durante os assuntos gerais na Sessão Ordinária desta quinta-feira (14/10), na Câmara Municipal de Camaçari. O tema em pauta era a reabertura da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Nova Aliança, anunciada em coletiva de impensa realizada dia 07 de outubro, pelo prefeito Elinaldo Araújo.

O líder de governo, o vereador Flávio Matos, assumiu a tribuna para parabenizar o que ele chamou de “bom senso” da Secretaria de Saúde (Sesau) ao decidir reativar a unidade que passará e ser um Pronto Atendimento (PA). “Um planejamento foi apresentado pelos técnicos da saúde”, ao explicar porque a unidade foi fechada, ressaltando que o prefeito reconheceu o erro. “Ele simplesmente ouviu a população na tentativa de acertar, e entendeu que a população queria o retorno do PA e adequou os seus planos. E eu não entendo porque os vereadores de oposição continuam querendo fazer palanque eleitoral em cima disso”, exaltou.

Antes de terminar o discurso o democrata disse que tinha “o lado do gogó e o lado do trabalho” e que falaria após ele o “lado do gogó”, se referindo ao petista Dentinho do Sindicato. O parlamentar de oposição não da frase. “Quero pedir respeito ao líder do governo que aqui não tem ninguém de gogó, que aqui não tem nenhum garotinho moleque. Moleque mentiroso é ele, porque nenhum vereador de oposição foi para o PA de Abrantes comemorar fechamento, muito pelo contrário, fomos para lá brigar para que reformassem. Sabe porque ninguém do governo confia no senhor, porque o senhor é um mentiroso e moleque. Por isso que dizem por aí que o prefeito quer empurrar o senhor como presidente desta Casa, mas aqui não vai, porque as pessoas aqui se respeitam”, disse em tom alto.

Ainda durante a sua fala, Dentinho acusou Flávio Matos de usar a tribuna para fazer politicagem e de não respeitar o Regimento Interno da Casa. “Vou pedir ao prefeito e o presidente da Câmara que paguem um curso para ele ler o Regimento Interno, porque esse vereador almofadinha mentiroso o tempo todo interrompe com discurso de politicagem”, ressaltou.

Mais de Política