Turismo de Camaçari é tema de Audiência e vereadores de oposição cobram demandas relacionadas ao Meio Ambiente

 

Com o objetivo de fomentar a atividade turística em Camaçari, pensando no cenário pós-pandêmico, a Câmara Municipal, realizou uma Audiência Pública solicitada e presidida pelo vereador Júnior Borges (DEM), na manhã da última quinta-feira (09/09). Na oportunidade vereadores de oposição ao governo e ambientalistas cobraram demandas principalmente em relação a crimes ambientais na costa.

Com a saída da Montadora Ford do município, que elevou o número de desempregados na cidade, o presidente chamou a atenção em sua fala para a importância da atração de renda para o município, através do turismo. “Durante muito tempo focamos os nossos empregos e rendas na indústria e foram anos de muita prosperidade. Mas precisamos mudar o foco da nossa atuação e o turismo é um caminho viável e de grande potencial”, defendeu. 

Já a secretária de Turismo (Setur), Cristiane Bacelar, fez um balanço de sua atuação a frente da pasta, pontuando o desafio de gerir o setor prejudicado com a pandemia da Covid-19. “Camaçari dentre as 13 zonas turísticas desse estado, será um dos principais municípios de destino do turismo. Esse é o objetivo do prefeito Elinaldo”, ressaltou a gestora que ainda afirmou que o turismo será a principal atividade econômica do município. "Entraremos no maior programa de geração de emprego e renda que a cidade já viu, pois, a indústria hoje não emprega na mesma velocidade, está sofrendo uma desaceleração”.

A jornalista e ambientalista, Ana Maria Mandim pontuou a importância de um turismo consciente. “Ouvi algumas falas aqui em relação as tartarugas marinhas, estamos aqui sentados e obras estão acontecendo na praia de Busca Vida, um muro de PVC com bate-estacas fazendo vibrar a área onde as tartarugas depositam os ovos. Essa obra vai se estender por todo período de desova. Então acho que um turismo é preciso andar de mãos dadas com o meio ambiente e isso não poderia acontecer, já que elas são um tremendo ponto de atração turística aqui em Camaçari. Eu queria chamar a atenção aqui porque está tendo aí um descompasso entre as atuações das secretarias, é o que me parece”, exaltou.

Os vereadores de oposição atentos as palestras e projetos apresentados pela secretaria de Turismo, aproveitaram para cobrar, a exemplo do vereador Tagner (PT), que tratou também do tema envolvendo as tartarugas marinhas e da importância de o município encontrar alternativas para diversificar a matriz econômica. “Camaçari agradece, é forte por conta do Polo, mas precisamos explorar e garantir um turismo forte também, que além das praias tem um turismo étnico, a zona rural, mas é preciso ser feito com responsabilidade. É inaceitável e é preciso que o governo municipal quebre a cultura que diz que as praias de Camaçari são de Salvador”.

O vereador Dentinho do Sindicato (PT) chamou a atenção para a verba destinada a Setur, que na sua opinião é pequena e que por isso os projetos apresentados não sairiam do papel. “Infelizmente. O esforço de vocês é válido, mas o prefeito quer pegar as áreas de preservação e dar para os grandes condomínios. Não existe turismo sem valorizar os nativos”, disse.

A população participou da atividade via WhatsApp, além da plenária que fez questionamentos aos convidados. Marcaram presença ainda empresários da costa, representantes de entidades e órgãos do setor, autoridades municipais e do governo do estado.

Mais de Câmara de Camaçari