Mulheres acusadas de matar menino de três anos em Valéria são encontradas mortas em Simões Filho

 

Cássia Gonçalves, de 61 anos, e a filha, Uelma Gonçalves da Cruz, de 38 anos, foram encontradas mortas, na cidade de Simões Filho, durante a manhã desta terça-feira (20/07). Elas são acusadas de matar o pequeno Luís Fernando, de apenas três anos, no bairro de Valéria, em Salvador.

Desesperada e ainda tentando entender o que levou a suas vizinhas a matarem o seu filho, Daniela Góes, chorava muito em frente ao Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), na capital. A criança foi encontrada na casa das duas suspeitas, dentro de um saco de linhagem, com marcas de pauladas e estrangulamento.

Segundo a Policia Civil, além da vizinha, a mãe da suspeita, pode ter participado do crime. "Ela morava lá há seis meses. O que eu quero é Justiça. Ela tirou a vida de um anjo. Meu filho era nota 10, todo mundo gostava. Não sei porque ela fez essa covardia com meu filho. Ele ia e voltava para a casa dela. Era uma vizinha normal, só achava ela meio 'azuada' pois ela falava 'rapidão'. Ela não aparentava ser 'maluca'", relatou Daniela.

A tragédia teria acontecido na noite de segunda (19/07), mas o corpo só foi encontrado na madrugada de terça (20). Fernando chegou a ser levado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro, mas já chegou à unidade sem vida. 

No momento do crime o pai do menino não estava em Salvador. "Não sei se tem relação com magia. A mãe dela 'tava' o tempo todo negando. O tempo todo ela deu a pancada na cabeça de meu filho. Ela fez o que fez com o meu filho. Se ele tivesse vivo eu perdoaria ela. Eu soube da pancada na UPA. O pé do meu filho estava todo roxo. Ela tratava muito bem o meu filho. Não sei o que deu nela para fazer isso com meu filho", disse Daniela. 

Mais de Polícia