Presidente Bolsonaro recebe alta e diz em entrevista que “só Deus” tira ele da cadeira da presidência

Reprodução Tv Globo

 Reprodução Tv Globo

“Só Deus me tira da cadeira da presidência”. Foi com essa frase que Jair Bolsonaro respondeu a jornalistas, em entrevista neste domingo (18/07), sobre os dias que ficou internado no Hospital Vila Nova Star, na Zona Sul de São Paulo, após receber alta. Na oportunidade, o presidente defendeu seu governo contra as suspeitas de irregularidades nas negociações de vacinas contra a Covid-19.

Sem máscaras, Bolsonaro atendeu os profissionais por 30 minutos, além de tirar fotos com apoiadores. O presidente ficou por quatro dias internado por apresentar um quadro de obstrução intestinal, onde precisou até receber alimento através de uma sonda nasogástrica.

O presidente falou sobre as suspeitas de irregularidades no Ministério da Saúde e manifestou apoio ao ex-ministro da pasta, Eduardo Pazuello, investigado pela CPI da Covid. Questionado se achava normal o ministro receber intermediários para negociar a compra de vacinas, Bolsonaro disse que se estivesse na Saúde “teria apertado a mão daqueles caras tudo", e pontuou ainda que "geralmente quando o cara faz, fala em propina, é pelado dentro da piscina”.

Dentre outras pautas, Bolsonaro também falou sobre o aumento para R$ 5,7 bilhões do fundo eleitoral, incluído no Projeto de Lei Lei de Diretrizes Orçamentárias de 2021 aprovado pelo Congresso. Ao deixar o hospital, o presidente foi para o aeroporto de Congonhas, onde embarcou para Brasília, onde deve voltar a despachar do Planalto a partir de segunda-feira (19).

Mais de Política