Usuários do transporte público cobram instalação de abrigo de ônibus na Estada do Coco e reclamam da falta de segurança

 

A falta da estrutura em um ponto de ônibus improvisado, as margens da Estrada do Coco, na Ba 099, em Vila de Abrantes, têm feito os usuários do transporte público reclamarem da situação precária que são obrigados a vivenciar diariamente. A equipe do Portal esteve no local e comprovou a insatisfação da população e que por longos quilômetros da via até a praça de pedágio, não tem nenhum abrigo.

Morador da região e usuário assíduo do transporte coletivo, Rian Dias do Nascimento relata que fica exposto diariamente ao sol, a chuva e que a noite a situação piora ainda mais devido à falta de iluminação, sendo que a região tem histórico de muitos assaltos. “Colegas meus já foram assaltados nesse local. Dá para melhorar esse espaço aqui, mas ninguém faz nada”, desabafa.

Em horário de pico, que inicia às 5h da manhã e por volta das 18h, o movimento no ponto é grande. Um vendedor ambulante colocou bancos para a população e a lona da barraca protege os passageiros. “As pessoas ficam revoltadas, várias vezes já vi gente entrando no ônibus molhado”, relata o comerciante, senhor Antônio Jorge.

Conhecido como ponto do Manai, o ponto é cercado por condomínios, e usado por moradores e pessoas que trabalham na região. Neste local a esposa de um policial foi morta em uma tentativa de assalto há alguns anos.

Segundo informações colhidas pelo Portal, há quase dois anos um ponto de ônibus chegou a ser instalado em um espaço próximo por iniciativa da população, mas foi retirado pela Concessionária Litoral Norte (CLN), com a justificativa que a localização não era adequado. A pedido da população estamos buscando informações sobre de quem é a responsabilidade de implantar uma estrutura digna e segura para os usuários do transporte público, se é a Prefeitura de Camaçari, da AGERBA ou da empresa responsável por cobrar o pedágio na via.

   

 

Mais de Trânsito