Três pessoas da mesma família são assassinadas a tiros em Madre de Deus

 

Quatro mortes, sendo que três pessoas e um cachorro, e um ferido. Esse foi o resultado de uma chacina na cidade de Madre de Deus, Região Metropolitana de Salvador (RMS), na noite da última quarta-feira (04/11), que teria como motivação a disputa por um terreno e desejo de vingança, de acordo com informações preliminares obtidas pela 10ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM).

As vítimas foram identificadas como Paulo César de Jesus, 37 anos, Emily Souza dos Santos, 22 anos, e Ítalo Souza da Luz, 16 anos. Outro enteado de Paulo, Gabriel, ficou ferido e um cachorro foi baleado durante a invasão dos autores da chacina.

A família conta que Paulo César e a mulher Audineia Mota Souza, que sobreviveu, eram conhecidos como líderes comunitários na região e um terreno no bairro do Barbeirinho. Os suspeitos de cometerem os crimes foram identificados como os irmãos Jonas e Tiago, que ganharam parte de um terreno no local do casal que resolveu ajuda-los.

A dupla teria pedido a família a outra metade do terreno para um terceiro irmão vir morar em Barbeirinho, no entanto Paulo e Audineia negaram, afirmando que o espaço estava destinado à construção de uma igreja evangélica. Os irmãos teriam passado a se comportar de forma agressiva, segundo informações colhidas no local pela polícia.

Após ameaças, Jonas e Tiago se mudaram da cidade e teriam retornado na noite de ontem para cometer os crimes. “Um veio pela frente, deu um tiro no cachorro enquanto o outro pulou pelo fundo. O primeiro matou o cachorro e, quando Paulo veio, o outro descarregou a pistola em Paulo. Gabriel, que é o que foi pro hospital, tentou ajudar o pai e também tomou tiro. Não sei quantos foram, só que foram muitos, eles descarregaram tudo", contou um sobrinho de Audineia, que com medo preferiu não se identificar.   

Vizinhos relataram que acordaram com o barulho dos tiros e que tudo aconteceu muito rápido. O major Márcio Sousa, da 10ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM), ressaltou que a polícia está na busca dos suspeitos, que fugiram em duas direções diferentes.

Mais de Outras